morte de ronnie dio

O americano Ronnie Dio, para mim o melhor vocalista de todos os tempos, que ficou famoso por integrar bandas como Black Sabbath e Rainbow, morreu na manhã deste domingo (16/05/2010), aos 67 anos, segundo informou um comunicado assinado por sua mulher, Wendy Dio, no site oficial do cantor. Dio lutava contra um câncer no estômago. Dio gravou seu primeiro disco em 1972. O trabalho foi produzido por Roger Glover, do Deep Purple, com a banda ELF, a qual liderava. O segundo disco veio em 1974 e neste mesmo ano participou do solo de Ritchie Blackmore, do Deep Purple. De 1976 a 1978, o vocalista cantou para o grupo Rainbow, sendo convidado posteriormente para assumir os vocais do Black Sabbath, em 1980, e gravando três discos da banda: "Heaven And Hell", "Mob Rules" e "Live Evil". Em 1983 Dio deixou o Black Sabbath e gravou o solo "Holy Diver".

'girlschool' em rio claro

As roqueiras do ‘Girlschool’, estarão aqui, em Rio Claro, cidade provinciana, tacanha e preconceituosa do interior do Estado de São Paulo. Pela primeira vez no Brasil, o quarteto apadrinhado pelo ‘Motorhead’ tocará no IX Festival de Rock Feminino de Rio Claro. O show acontecerá na antiga Estação Ferroviária da cidade, no dia 19 de março. A entrada é um litro de leite longa vida. Vivian Guilherme, idealizadora e coordenadora do evento, revelou que a vinda das veteranas do rock britânico só foi possível por elas acharem a proposta interessante e por nunca terem tocado em um festival especialmente de mulheres. Pelo nono ano consecutivo, Rio Claro, terá um mês de muito rock’n’roll tocado por mulheres e será transmitido ao vivo por TV a cabo e internet, através da TV Cidade Livre. As meninas do ‘Girschool’ não farão um outro show em São Paulo, haverá somente um encontro com fãs no dia 18/03, às 16h, na loja de discos ‘London Calling’ - Rua 24 de maio, 116 sobreloja, loja 15 - São Paulo

Festival Rock Feminino - site oficial


morre joe morello


fatos & fotos

Morre Joe Morello

Joe MorelloJoe Morello, o baterista do "The Dave Brubeck Quartet", um dos grupos de jazz mais populares dos anos 1950 e 1960, morreu no sábado, 12/03/2011, aos 82 anos, em sua casa de Irvington (Nova Jersey, EUA.). Morello, que cresceu em Springfield (Massachusetts) e teve problemas de visão desde seu nascimento, aprendeu a tocar violino antes de se dedicar à bateria. Após se mudar para Nova York em 1952, tocou com várias lendas do jazz, entre elas Phil Wood, Stan Kenton e Gil Melle, e gravou com os guitarristas Tal Farlow e Jimmy Raney. No entanto, foi por sua atuação como baterista do ‘The Dave Brubeck Quartet’ que Morello ganhou fama. Inicialmente se uniu ao grupo para uma breve turnê, mas no final de 1956 se transformou em um membro do quarteto, cujo maior sucesso foi ‘Take Five’ de seu álbum ‘Time Out’ de 1959, que incluía um solo inesquecível de Morello. Tocou neste grupo até a dissolução do quarteto - que era formado ainda por Dave Brubeck, Paul Desmond e Eugene Wright - no final de 1967. Depois disso, ele se dedicou mais ao ensino da música e chegou a dirigir alguns grupos pequenos de jazz. Morello voltou a tocar bateria esporadicamente nos anos 1970 e 1980, inclusive junto a Brubeck em 1976 e 1985. Durante os anos 1990, teve seu próprio grupo, que incluía o saxofonista Ralph Lalama. Joe Morello foi famoso pela sua excelente técnica, e contribuiu muito para o mundo da bateria com inúmeras matérias em revistas especializadas e com o método ‘Master Studies’, que é considerado como um complemento do legendário método ‘Stick Control’, de George Lawrence Stone, com quem Morello estudou.


morte de mike starr

Mike StarrMike Starr, baixista da banda ‘Alice in Chains’ entre 1987 e 1993, morreu nesta terça-feira, 08/03/2011, no estado de Utah, nos EUA. Nascido no Hawai há 44 anos, Mike Starr fez parte da formação original dos Alice in Chains, tocando nos álbuns ‘Facelift’ (1990) e ‘Dirt’ (1992). Segundo informações Starr foi preso no mês passado, em posse de substâncias controladas. Os policiais de Salt Lake City disseram que ele tinha seis comprimidos de Xanax e seis de Opana, quando foi pego. É desconhecida a causa da morte. No entanto, e segundo a mesma fonte policial, não existem provas de violência na morte de Mike Starr.

morte de gary moore

gary mooreNeste domingo, 06/02/2011, o guitarrista de rock britânico Gary Moore, 58 anos, foi encontrado morto no quarto de um hotel na Espanha. Moore, que antes de iniciar carreira solo fez parte do grupo ‘Thin Lizzy’, morreu nas primeiras horas do domingo, disse o empresário desta banda, Adam Parsons, que não forneceu mais detalhes. Nascido em Belfast (Irlanda do Norte), Moore foi recrutado para o lendário grupo norte-irlandês ‘Thin Lizzy’ pelo vocalista, Phil Lynott, e antes fez parte de uma banda chamada ‘Skid Row’, anterior a de Sebastian Bach e que pagou a Moore para usar o nome. Um dos membros do ‘Thin Lizzy’, Brian Downey, comovido rendeu um tributo a seu colega.

show de ozzy

Chuva não desanimou e Ozzy fez apresentação empolgante em São Paulo

Ozzy OsbourneCom pontualidade britânica teve início, as 21h30 de sábado, 03/04/2011, o show de Ozzy Osborne na Arena Anhembi, São Paulo. Trinta mil pessoas assistiram por uma hora e meia um senhor de 62 anos correr, pular, lançar jatos de espuma na platéia, tomar banho de balde e cantar com a mesma voz de antigamente sucessos como "War Pigs" e "Fairies Wear Boots". De início, "Bark at the Moon" levou o público a uivar para uma lua inexistente, encoberta pela chuva que caia de maneira intermitente. Capas eram colocadas e retiradas, mas ninguém parecia se importar. Ozzy mandou a chuva "se danar", todos riram e concordaram.

Com "Mr Crowley" a Arena foi transformada em um verdadeiro mar de mãos fazendo chifrinhos, gesto comum em shows de rock. Os mais inspirados usavam adereços luminosos na cabeça. Com mais de uma hora de apresentação e caminhando para o fim, um morcego de plástico foi lançado no palco. Ozzy, no meio de "Iron Man", foi até lá, colou o brinquedo na boca e fez graça por alguns segundos, remetendo ao incidente de 1982 em que mordeu um morcego real pensando ser de plástico. No bis, a platéia foi instigada a pedir mais uma música. "No More Tears", muito pedida, ficou de fora. Entraram "Mama, I'm Coming Home" e "Paranoid", que, como em Porto Alegre no último dia 31 de março, fechou o show em grande estilo. Na Avenida Olavo Fontoura, transformada em uma enorme calçada pela multidão que começava a voltar para casa, muitos cantavam as músicas que tinham acabado de ouvir, alguns comiam, outros comentavam que os pés estavam encharcados, mas ninguém reclamava do show. Faça chuva ou faça sol, Ozzy agrada a todos. Dia 5 de abril é a vez de Brasília. (fonte: FolhaOnLine)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...