jazz-club: bass & drums

posts relacionados
jazz-club: trumpet & violin
jazz-club: guitar & tenor sax
jazz-club: vocal & big band

Selecionar gravações de baixistas é uma tarefa especialmente difícil, dada a relativa escassez de gravações de baixistas como líderes, mas a série Jazz-Club tem uma antologia de arquivos fascinantes da ‘PolyGram’, gravadora da qual a ‘Verve Records’ se tornou parte na década de 70. Embora existam algumas inevitáveis omissões gritantes devido a laços com outros rótulos, tais como Jimmy Blanton, Milt Hinton, Scott LaFaro e Charlie Haden entre outros, a coleção percorre o caminho através dos anos 40 com Slam Stewart em ‘Beyond The Blue Horizon’ de 1944, fechando com o surgimento de Jaco Pastorius e Stanley Clarke nos anos 70 com o jazz-rock. Outros baixistas ancorando suas bandas estão aqui também, Chubby Jackson, Eddie Safranski, Paul Chambers, Red Mitchell, Sam Jones, Ron Carter, Niels-Henning Orsted-Pedersen e Richard Davis. ‘Prayer For Passive Resistance’ (Charles Mingus), ‘The Golden Striker’ (Percy Heath), ‘Blues In The Closet’ (Oscar Pettiford), ‘Solo For Unaccompanied Bass’ (Ray Brown) e ‘Bass Folk Song’ (Stanley Clarke) são faixas de destaque.


Tracklist
01. Slam Stewart - Beyond The Blue Horizon
02. Chubby Jackson - Northwest Passage
03. Charles Mingus - Prayer For Passive Resistance
04. Ray Brown - Solo For Unaccompanied Bass
05. Oscar Pettiford - Blues In The Closet
06. Percy Heath - The Golden Striker
07. Eddie Safranski - How High The Moon Pt. 1
08. Paul Chambers - Little Beaver
09. Red Mitchell - If I Where A Bell
10. Sam Jones - Tribute To Brownie
11. Ron Carter - Stompin' At The Savoy
12. Niels-Henning Ørsted Pedersen - Younger Than Springtime
13. Richard Davis - Muses For Richard Davis
14. Jaco Pastorius - Foreign Fun
15. Stanley Clarke - Bass Folk Song



jazz club bass (1989)
Jazz-Club: Bass (1989)



Nos anos 80 o renascimento do jazz estava em pleno andamento, e a Polygram conseguiu lançar a série Clube-Jazz Drums que possui um mix completo que varia do bebop e hard bop ao free jazz e fusion. Art Blakey, junto com Kenny Clarke e Max Roach, foi um dos inventores do moderno estilo bebop de tocar bateria. Jo Jones foi um dos primeiros bateristas a promover o uso de pincéis na bateria. Quando o bebop começou a mudar o jazz na década de 40, Shelly Manne se adaptou ao estilo rapidamente, tocando com Dizzy Gillespie e Charlie Parker. Elvin Jones foi um dos mais influentes bateristas de jazz da era pós-bop e trabalhou como sideman para Charles Mingus, Teddy Charles, Bud Powell e Miles Davis. Philly Joe Jones tocou com todos os grandes músicos do bebop e de pós-guerra: Miles Davis, Bill Evans e outros. Billy Higgins tocou principalmente o free jazz e o hard bop. Dannie Richmond é mais conhecido entre os fãs do jazz por seu trabalho com Charles Mingus, e entre os fãs do pop por seu trabalho com Joe Cocker e John Elton. Billy Cobham foi mundialmente reconhecido após gravar o álbum ‘Bitches Brew’ de Miles Davis, considerado o primeiro álbum de jazz-rock da história da música. Alphonse Mouzon é conhecido baterista de jazz fusion. Gene Krupa famoso por seu estilo extravagante foi professor de Peter Criss, ex-baterista do ‘Kiss’. Buddy Rich foi um baterista da era do swing e muitos músicos, críticos e inclusive a maioria dos bateristas famosos de todo o mundo o consideram o melhor baterista de todos os tempos. Tony Williams ficou famoso na banda do trompetista Miles Davis e foi um dos pioneiros do jazz fusion. Louis Bellson foi pioneiro no uso de dois bumbos. Paul Humphrey trabalhou como baterista de sessão na década de 60 para Wes Montgomery e Charles Mingus entre outros de vários estilos. Willie Bobo fez seu nome no jazz latino, mais especificamente o jazz afro-cubano.

billy higgins - d.b. blues



Tracklist
01. Art Blakey - Blues March
02. Jo Jones - Norman's Blues
03. Kenny Clarke - Si Si
04. Max Roach - Jordu
05. Shelly Manne - Let's Go Back To The Waltz
06. Elvin Jones - Three And One
07. Philly Joe Jones - Gone With The Wind
08. Billy Higgins - D.B. Blues
09. Dannie Richmond - Do Nothin' Til You Hear From Me / I Let A Song Go Out Of My Heart
10. Billy Cobham - Billie's Bounce
11. Alphonse Mouzon - The Ram And The Scorpio
12. Gene Krupa & Buddy Rich - Drum Battle
13. Tony Williams - Big Nick
14. Shelley Manne, Louis Bellson, Paul Humphrey, Willie Bobo - One Score And Four Drummers Ago



jazz club drums (1989)
Jazz-Club: Drums (1989)



2 comentários:

Edison Junior disse...

Essa coletânea me lembrou uma piada contada por um amigo que por sinal era baterista:

"Uma vez um caçador foi aprisionado por uma tribo de canibais e durante sua longa espera ouvia somente um som de tambores: tum-tum-tumtum-tum-tum-tumtum. Quando ele perguntava de quê se tratava, a resposta que ele ouvia era invariavelmente: “Depois que o tambor para, é muito mau!” Ele temia perguntar o que vinha depois. Mas aquilo foi minando a mente do caçador a tal ponto que ele começou a desejar ser comido o quanto antes. Num dia ele se atreveu a perguntar o que acontecia depois que o tambor parasse de tocar. A resposta foi: “Depois que solo de tambor para, começa o de contrabaixo”.

Sacanagem, eu gosto muito de contra-baixo também.

mara* disse...

pura sacanagem, mas a piada é muito boa...rs...eu também gosto de contra-baixo, principalmente com o Mingus, uma das minhas paixões.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...