ABC of the blues 13: john lee hooker & wynonie harris

posts relacionados
ABC of the blues

john lee hookerJohn Lee Hooker (1917 - 2001) foi um influente cantor e guitarrista nascido no Mississipi. Foi considerado o 35º melhor guitarrista de todos os tempos pela revista ‘Rolling Stone’. A carreira de Hooker começou em 1948 quando ele alcançou sucesso com o single ‘Boogie Chillen’, apresentando um estilo falado que tornaria-se sua marca registrada. Ritmicamente, sua música era bastante livre, característica entre os primeiros músicos do delta blues. Seu estilo casual e falado errado seria diminuído com o blues elétrico das bandas de Chicago mas, mesmo assim Hooker mantinha as características primordiais de seu som levando adiante uma carreira solo, ainda mais popular devido ao surgimento de aficcionados por blues e música folk no começo dos anos 60. John Lee Hooker passou a ser então mais conhecido entre o público branco, e deu uma oportunidade ao iniciante Bob Dylan. Outro destaque de sua carreira aconteceu em 1989, quando se juntou à diversos astros convidados, incluindo Keith Richards, Bonnie Raitt, Charlie Musselwhite, Los Lobos e Carlos Santana, para a gravação do álbum ‘The Healer’, que acabaria ganhando um Grammy. Em 1994 Hooker passou por uma cirurgia para a retirada de uma hérnia, o que acabou o afastando dos palcos por um tempo. Depois das gravações de ‘Chill Out’ em 1995 parou de fazer shows regulares continuando apenas com aparições ocasionais. Hooker gravou mais de 500 músicas e aproximadamente 100 álbuns. Era dono de um clube noturno em São Francisco chamado ‘Boom Boom Room’, nome este inspirado em um de seus sucessos. John Lee Hooker morreu de causas naturais enquanto dormia em sua casa na California. Leia +...

wynonie harrisWynonie Harris (1915 - 1969) era conhecido como ‘Mr. Blues’, e era um ‘blues shouter’, cantor de blues, frequentemente masculino, que projetava sua voz claramente acima da banda que o acompanhava. O ‘blues shouter’ foi um caminho seguido também no jazz e no rock’n’roll e era popular mesmo depois do advento do microfone. Mas a sua maior influência foi sobre a evolução do rock and roll. O jovem Elvis Presley era um fã que o assistiu, ouviu e conscientemente copiou o estilo e os movimentos de Harris. O impacto que Wynonie Harris teve sobre a música do seu tempo é a prova de seu talento, em uma época em que a América era dividida entres brancos e negros. Nascido em Omaha, Nebraska, a família mudou-se várias vezes e a cada vez havia uma transferência de escola. E a indiferença de Wynonie pelo aprendizado se transformou em absentismo crônico. Enquanto a formação acadêmica não era prioridade para Harris, a música era. E ele era também um excelente dançarino de salão e em parceria com seu amigo Velda Shannon se exibiam em vários salões de proprietários negros em torno da cidade. Em várias vezes Wynonie cantou e dançou. E aprendeu sozinho a tocar bateria. Bonito, atraiu várias fãs, uma em particular: Olive E. Goodlow, com quem se casou. Em 1940, Harris decidiu se mudar para Los Angeles, onde ele sentiu que havia mais oportunidades. Profissionalmente a mudança foi boa. Harris se apresentava regularmente no 'Alabam Club', no coração da zona de entretenimento. E foi onde Harris se tornou conhecido como ‘Mr. Blues’. No 'Alabam Club' e em outros clubes, muitas vezes ele participou de uma ‘batalha de blues’, com outros cantores que desafiavam uns aos outros com improvisação cada vez mais complexas e movimentos do corpo. Em finais de 1943, Harris se apresentou no 'Rhumboogie Club' em Chicago. Naquela época, a grande estréia foi liderada por Millinder Lucky. Impressionado com Harris, Millinder pediu-lhe para se juntar turnê da banda que foi para New York. No 'Apollo Theatre', no Harlem, Harris recebeu críticas favoráveis e uma legião de fãs. E, juntamente com a banda, assinou contrato com a ‘Decca Records’ onde gravou duas músicas, incluindo ‘Who Threw The Whiskey In The Well?’, mas a data de lançamento foi adiada. Quando ‘Who Threw The Whiskey In The Well?’ foi finalmente lançada em 1945, Harris não só liderou as paradas do público negro, e manteve-se por quase cinco meses como também se tornou popular entre o público branco, um feito invulgar para um músico negro. Em 1947, conseguiu um contrato de gravação com uma nova gravadora. Quando ‘Good Rockin, Tonight’ foi lançada, em 1948, ele liderou as paradas de música negra. Esta canção foi uma precursora genuína do rock’n’roll. Foi regravada por Elvis Presley em 1954 com versões posteriores gravadas por Jerry Lee Lewis, Ricky Nelson, Buddy Holly, Pat Boone, e Paul McCartney, entre outros.

A cena musical estava evoluindo. Em 1949, a ‘black music’, que, até então, tinha sido chamado de ‘race records’, foi designada ‘rhythm and blues’ em publicações profissionais. E o gênero ganhou audiência assim como Wynonie Harris que tocava em clubes locais e continuava em turnês. Harris finalmente era uma estrela e queria viver como tal. Comprou um carro grande e caro, e planejava comprar uma casa em Nova York. Durante o início dos anos 50, grandes bandas estavam desaparecendo, mas Harris continou suas sessões de gravação. Ele tentou alguns estilos musicais alternativos incluindo o country, mas seu coração permaneceu com o blues. Em 1954 os músicos brancos foram adotando cada vez mais o ritmo e o estilo blues. Um aficionado era um recém descoberto cantor, Elvis Presley. E as gravações de Wynonie foram ganhando a atenção internacional. Como muitas vezes acontece, o público em geral, gostava mais dele do que os críticos. Em 1955 o trabalho tornou-se escasso e a fortuna entrou em reversão. Há muita especulação sobre a mudança repentina. Alguns dizem que Harris com 41 anos não acompanhou os tempos e não apelou para um público mais jovem. Outros dizem que ele sempre foi arrogante e era difícil de trabalhar com ele. Outros ainda, dizem que seu estilo de vida pessoal contribuíu, Harris havia sido fumante e bebia muito e isso afetou a sua voz. Estes podem ter sido os fatores, mas a grande certeza é que Harris era financeiramente irresponsável, gastando seu dinheiro assim que ele entrava. Harris encontrou trabalho ocasional, mas teve que desenvolver outras fontes de renda. Ainda assim, em 1964, ele gravou pela ‘Chess Records’ em Chicago, com pouco sucesso. Desenvolveu câncer no esôfago e em 1969 Wynonie Harri morreu aos 54 anos. No início do século XXI, houve um ressurgimento do interesse em sua música. Apesar das falhas pessoais de Harris, não há dúvida sobre seu papel na evolução da música popular. Algumas de suas gravações foram reeditadas e ele recebeu o reconhecimento póstumo.


Tracklist
01. John Lee Hooker - Dimples
02. John Lee Hooker - I'm in the Mood
03. John Lee Hooker - Boogie Chillen'
04. John Lee Hooker - Let Your Daddy Ride
05. John Lee Hooker - John L's House Rent Boogie
06. John Lee Hooker - Weeping Willow Boogie
07. John Lee Hooker - Huckle Up Baby
08. John Lee Hooker - Hobo Blues
09. John Lee Hooker - Crawlin' King Snake
10. John Lee Hooker - Sally Mae
11. Wynonie Harris - Around the Clock Pt. 1 & 2
12. Wynonie Harris - Yonder Goes My Baby
13. Wynonie Harris - Don't Take My Whiskey Away from Me
14. Wynonie Harris - Cock-A-Doodle-Doo
15. Wynonie Harris - Time to Change Your Town
16. Wynonie Harris - You Got to Get Yourself a Job, Girl
17. Wynonie Harris - Oh Babe!
18. Wynonie Harris - Luscious Woman
19. Wynonie Harris - Stormy Night Blues
20. Wynonie Harris - Git to Gittin' Baby



ABC of the blues volume 13

parte I    parte II



3 comentários:

Folheto Nanquim disse...

Faça um especial sobre a Dama do Blues falecida semana passada! Etta James!

Borboletas de Jade disse...

Essa coleção é IM-PER-DI-VEL para quem deseja conhecer as raízes do Blues em sua essência maior, através do tempo com grandes nomes e artistas que fizeram dessa arte uma soberba canção de lamento, historia e acima de tudo, a ferocidade da alma em frangalhos. Para o ouvinte atento ou mesmo o aprendiz, sabe que tocar Blues é antes de tudo uma arte que a maioria abandona e se envereda nos caminho livre e improvisado do jazz. Magnifica coleção e parabéns Mrs. Mara.

mara* disse...

Eu que agradeço a sua visita e comentário, uma aula. Beijão Mr. B.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...