soundtrack by woody allen

posts relacionados
soundtrack by bernard herrmann
soundtrack by charlie chaplin
soundtrack by ennio morricone
soundtrack by henry mancini
soundtrack by john williams
soundtrack by maurice jarre
soundtrack by nino rota
soundtrack by tarantino
soundtrack by vangelis
soundtrack by yann tiersen
soundtrack by walt disney

wood allenDe pais de origem judaica e avós imigrantes judeus, de origem alemã, Allan Stewart Königsberg nasceu e passou sua infância de classe média no Brooklyn, bairro de Nova York. Segundo ele próprio, não teve uma infância muito feliz devido aos métodos severos de educação impostos por sua mãe. Seu pai era taxista. Durante os primeiros oitos anos de vida foi educado na língua iídiche, numa escola hebraica, e depois continuou os estudos no Brooklyn. Época que foi apelidado de Red por causa dos cabelos avermelhados e era muito popular entre os colegas, pois tinha facilidade para fazer mágicas, além de se destacar no basebol e no basquete. Foi para a Universidade de Nova York, em 1953, para estudar filosofia, onde ficou um semestre, até ser expulso. Para conseguir algum dinheiro, já assinando com o pseudônimo de Woody Allen, começou a escrever textos de humor para o comediante David Alber e para colunas de jornais e programas de rádio. Em 1955, já escrevia para programas de TV, atividade que exerceu durante cinco anos. Em 1962, começou a se envolver com cinema. Três anos mais tarde escreveu o roteiro de ‘What's New Pussycat?’, e atuou em seu primeiro longa-metragem. Em ‘Casino Royale’, a aventura de James Bond, de 1967, fez uma aparição como ator, interpretando Dr. Noah e Jimmy Bond. Em 1969, atuou e dirigiu, e começou a ser notado como criador com o seu primeiro filme ‘What’s up, tiger Lily?’, paródia de uma produção japonesa. Os demais filmes são comédias leves, e a consagração como diretor veio em 1977, quando dirigiu a comédia dramática ‘Annie Hall’ (no Brasil, com a tradução ridícula ‘Noivo Neurótico, Noiva Nervosa’), em parceria com a atriz Diane Keaton, com quem teve um relacionamento. O filme foi premiado com diversos Oscars e lançou uma bem sucedida série de dramas introspectivos. Fortemente inspirados por seu ídolo, o diretor sueco Ingmar Bergman, os anos 80 trouxeram alguns de seus maiores clássicos, explorando geralmente seus temas preferidos, como a cidade de Nova Iorque, a religião judaica, a psicanálise e a burguesia intelectual americana. É a fase em que ele trabalha muito com a atriz Mia Farrow.

Woody Allen escreve, dirige e, freqüentemente, interpreta o papel principal dos seus filmes, habitualmente comédias irônicas com personagens mais ou menos intelectuais que tentam adaptar-se às condições de vida da grande cidade e da sociedade norte-americana. Seus personagens de muitos filmes são recorrentes: um judeu neurótico, artista ou escritor provinciano. Além disso, percebe-se um tom reflexivo e existencial em seus filmes que representam o homem fragmentado e atordoado com a vida cotidiana, sentimentos que o próprio Woody Allen já confessou. É também conhecida a sua paixão por New York, a cidade é o cenário de quase todos os filmes que realizou. Os anos 90 marcaram uma mudança rumo às comédias leves, incluindo uma rara incursão no gênero musical com ‘Everyone Says I love You’. A partir dos anos 2000, suas comédias populares trazem atores pouco acostumados ao gênero para interpretarem protagonistas muito semelhantes ao próprio Woody Allen, com seus trejeitos físicos e vocais, e também uma fase de menor apreciação crítica, antes de ‘Match Point’, um inesperado retorno ao drama, com toques de suspense, que lhe valeu vários prêmios. Esta época também marca o início de sua viagem à Europa, quando ele deixa a sua querida New York para filmar na Inglaterra, Espanha, França e Itália. As características de Allen, além do humor, são as referências ao cinema clássico e a cineastas como Ingmar Bergman e Fellini. Também são evidentes as influências que recebeu de comediantes como Groucho Marx.

A vida amorosa de Woody Allen sempre deu o que falar. Antes da fama, já havia tido dois casamentos e, por conseqüência, dois divórcios. Depois da fama, namorou várias importantes atrizes, que sempre ficavam com os papéis principais de seus filmes. Com a atriz Mia Farrow, teve um relacionamento mais duradouro, quando começou um polêmico relacionamento com a filha adotiva de Mia, Soon Yi, com quem está casado até o momento. A imprensa, na época, tratou o assunto como se fosse um caso de incesto, mas, na verdade, não há nenhum parentesco entre os dois. Em 1990, Woody uniu-se a Martin Scorsese e Stanley Kubrick e fundaram a ‘Film Foundation’, organização dedicada à preservação da memória do cinema norte-americano.

wood allen

wood allen

Além de comediante, diretor, roteirista e ator de cinema, Woody Allen também se dedica à literatura e toca clarinete semanalmente em pequenos locais de Manhattan. Sua ligação com a música, principalmente com o jazz, pode ser conferida em todos os seus filmes, dos quais é responsável também pela escolha da trilha sonora. De comportamento excêntrico, Woody Allen prefere tocar jazz com sua banda, ‘New Orleans Jazz Band’, do que viver na badalação do mundo do cinema. Allen é um fã apaixonado do jazz, que muitas vezes é destaque nas trilhas sonoras de seus filmes. Ele começou a tocar ainda quando criança, e seu nome artístico de clarinetista era Woody Herman. Ele já se apresentava publicamente desde os anos 60, com a ‘Preservation Hall Jazz Band’ na trilha sonora de ‘Sleeper’, e uma de suas primeiras performances televisivas foi em ‘ The Dick Cavett Show’ em 1971. Woody Allen e sua banda de jazz, especializada em clássicos do jazz de New Orleans do início do século XX, tocam a cada noite de segunda-feira no ‘Carlyle Hotel’ em Manhattan, e é composta por Woody Allen (clarinete), Simon Wettenhall (trompete), Jerry Zigmont (trombone), Cythia Sayer (piano), Eddy Davis (banjo, director musical), Conal Fowlkes (contrabaixo) e Rob Garcia (bateria). O filme documentário ‘Wild Man Blues’ dirigido por Barbara Kopple, documenta a turnê européia de Allen e sua banda em 1996. A banda lançou dois CDs: ‘The Bunk Project’ (1993) e a trilha sonora de ‘Wild Man Blues’ (1997) além de se apresentarem, por duas noites, no ‘Montreal Jazz Festival’ em 2008. Por muitos anos, Woody Allen quis fazer um filme sobre as origens do jazz em Nova Orleans. O filme, intitulado provisoriamente como ‘American Blues’, é baseado nas carreiras muito diferentes de Louis Armstrong e Sidney Bechet. Allen afirmou que o filme iria custar entre US $ 80 e US $ 100 milhões e é, portanto, pouco provável que seja feito.

    

Movie Music (2001)    |    More Movie Music (2001)

Movie Music
01. As Time Goes By - Arthur Wilson
02. Keepin' Out of Mischief Now - Tommy Dorsey
03. Stardust - Louis Armstrong
04. If Dreams Come True - Chick Webb
05. I'll See You in My Dreams - Django Reinhardt
06. You Made Me Love You - Harry James
07. I've Heard That Song Before - Harry James
08. The Flight of the Bumblebee - Harry James
09. September Song - Harry James
10. Body and Soul - Benny Goodman & His Trio
11. In the Mood - Glenn Miller
12. Begin the Beguine - Artie Shaw
13. Opus One - Tommy Dorsey
14. If You Are But a Dream - Axel Stordahl
15. Goodbye - Benny Goodman
16. I'm Gettin' Sentimental Over You - Tommy Dorsey
17. American Patrol - Glenn Miller
18. Take the 'A' Train - Duke Ellington
19. South American Way - Carmen Miranda
20. I'm in the Mood for Love - Erroll Garner
21. The Big Noise from Winnetka - Bob Crosby
22. Toot, Toot, Tootsie, Goodbye - Al Johson
23. Singin' the Blues (Till My Daddy Comes Home) - Frankie Trumbauer
24. Did I Remember (To Tell You I Adore You) - Bunny Berigan
25. Cocktails for Two - Carmen Cavallaro
26. Rhapsody in Blue - NBC Symphony Orchestra 

More Movie Music
01. Tickle-Toe - L. Young
02. Body and Soul - Heyman, Sour
03. Frenesí - A. Dominguez
04. Moonglow - Hudson, DeLange, Mills
05. Alabama Song - Weill, Brecht
06. Sing sing sing - L. Prima
07. That Jungle Jamboree - Razaf, Brooks, Waller
08. At the jazz Band Ball - LaRocca, Shields
09. Whispering - Schonberger, Coburn, Rose
10. Penthouse Serenade(When we're Alone) - Jason, Burton
11. Out of Nowhere - Heyman, Green
12. She´s Funny that Way - Whiting, Moret
13. Truckin´ - Weir, Garcia, Lesh, Hunter
14. Caravan - Tizol, Ellington, Mills
15. Sophisticated Lady - Ellington, Parish, Mills
16. Sunrise Serenade - Carle, Lawrence

Wild Man Blues (1998)
(Woody Allen and His New Orleans Jazz Band)

Tracklist
01. Hear Me Talkin' To Ya 02. Lonesome Blues 03. Dippermouth Blues 04. After You've Gone 05. Martha 06. Lead Me Savior 07. Swing A Lullaby 08. Last Night On The Back Porch 09. Shake That Thing 10. Yaaka Hula Hickey Dula 11. In The Evening 12. Come On And Stomp, Stomp, Stomp 13. Wild Man Blues 14. Tie Me To Your Apron Strings Again 15. Pappy's B Flat Blues



Woody Allen & His New Orleans Jazz Band – After You’ve Gone

After you’ve gone and left me crying
After you’ve gone there’s no denying
You’ll feel blue you’ll feel sad
You’ll miss the dearest pal you’ve ever had
There’ll come a time don’t forget it
There’ll come a time when you’ll regret it
Some day when you’ll grow lonely
Your heart will break like mine
And you’ll want me only
After you’ve gone after you’ve gone
Away

Um comentário:

Edison Junior disse...

Maravilha de seleção!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...